Ei! Marionetas - Encontro Internacional de Marionetas de Gondomar

Ei! MARIONETAS 2021

Freaks & Geeks of Fleet Street | EXPOSIÇÃO

Sinopse

Esta obra mescla dois projetos criativos de longa data, que tenho vindo a especular durante a minha carreira, numa instalação performativa imersiva. (Criei o termo "instalação performativa" para englobar as minhas intenções enquanto artista e incluir-me a mim próprio, ou o processo criativo, como elemento performático numa obra de instalação).

Primeiramente, fui inspirado pelo filme documentário de Carlos Vilardebó sobre a obra "O Circo" de Alexander Calder no qual o artista constrói uma narrativa através da animação da obra artística. A descoberta desta peça já me influenciou anteriormente em trabalhos passados nos quais me inseri como performer nas obras por mim criadas.

Como cenógrafo, o segundo trabalho criativo que tenho desejado explorar é o Sweeney Todd de Sondheim. O musical Sweeney Todd apresenta diversas personagens ostracizadas, que eu visiono como membros de um espetáculo de aberrações num parque de diversões como o de Coney Island. Vou mesclar o carnivalesco com o steampunk para expor os mecanismos de movimento deste ambiente. Diversas personagens virão a ser marionetas/bonecos raros, criados a partir de objetos encontrados e brinquedos, e habitarão o seu próprio armário de maravilhamento que coletivamente irá criar uma instalação evocativa.

Troy Hourie

Membro ativo no CARFAC, Designers Associados do Canadá, e United Scenic Arts Local 829. Troy Hourie é cenógrafo e artista intermédia de instalação.

Troy foi cenógrafo baseado em Nova York por quase quinze anos, durante o qual projetou mais de 300 produções de peças de teatro, musicais e óperas. Ele voltou para o Canadá e encontra-se baseado em Toronto. Ele é um cidadão canadense / americano e trabalha nos dois países. Ele é um artista Métis (de ascendência nativa).

Suas criações de ópera e teatro incluem The Glimmerglass Festival, The New Victory, New York Theatre Workshop, Cherry Lane Theatre, Brooklyn Academy of Music, Classical Theatre of Harlem, The Guthrie, Bay Street Theatre, Williamstown, Huntington Theatre, Jupiter Maltz Theatre, Sarasota Opera, Nashville Opera, Austin Lyric Opera e Virginia Opera. A sua prática de arte visual gira em torno dos temas de maravilha, espectador, imersão e intermedialidade. Está interessado em explorar a relação de um público com o trabalho performativo e a criação de experiências viscerais através da arte performática e do trabalho de instalação em teatro, arquitetura e artes visuais.


Troy Hourie gostaria de reconhecer o apoio financeiro do Conselho de Artes de Ontário, uma agência do Governo de Ontário e do apoio financeiro à pesquisa da Universidade de Guelph.

Ficha Artística